Piratas compram 30% mais música em comparação aos que não pirateiam

Pesquisa realizada nos Estados Unidos e na Alemanha indica que quem compartilha arquivos via P2P compram 30% arquivos digitais de música do que as demais pessoas.

O gráfico acima ilustra o consumo de música por usuários de P2P e não usuários, tanto nos EUA como na Alemanha. Nota-se que entre os piratas alemães a compra de arquivos musicais chega a ser mais do que o dobro da quantidade quem não pirateia.

A conclusão deste estudo é a mesma já obtida por diversas outras pesquisas nessas área, a de que os piratas, são também os melhores clientes da indústria fonográfica e cinematográfica. Desta forma fica difícil sustentar a acusação de roubo feita pelas grandes corporações contra quem faz download não autorizado de arquivos, afirmando que esta atitude visa apenas tirar vantagem financeira evitando um gasto com os downloads pagos.

Mas a indústria insiste e não enxergar isso. Afirmam que a questão não é se eles compram músicas ou não, mas que eles não pagaram o suficiente, e assim essa guerra contra a pirataria, encabeçada pelas grandes corporações, não deve chegar ao fim tão cedo.

[The American Assembly]