Franquia de dados e a decadência da internet no Brasil

internetCableAo vermos as opperadoras oferencendo serviços como 4G e internet por fibra, serviços que alguns anos atrás só eram ouviamos falar deles em outros países, podemos pensar que o serviço aqiu está melhorando. Mas por trás disso, as operadoras se aproveitam de brachas nas leis para limitar o acesso a internet através das franquias de dados.

Começou com os celulares, inicialmente todas as operadoras colocaram restrições quanto aoc onsumo de dados pelos usuários, a famosa franquia. A finalidade principal disso era evitar o abuso das redes de celulares e uma migração dos usuários de rede fixa para a rede móvel.

Até então tudo bem, a franquia existia, mas ao atingí-la sua velocidade era reduzida, mas você continuava podendo navegar pela internet. E mesmo com a redução da velocidade, para o básico do celular, era suficiente.

Mas aí vieram as operadoras e decidiram que após atingida a franquia, em vez de reduzir a velocidade, iriam cortar de vez a internet do usuário, até que ele contrate um plano adicional, ou o mês seja fechado e a franquia renovada.

E agora querem fazer o mesmo com a internet fixa, as principais operadoras (Vivo, NET-Claro e Oi) querem impor franquia de consumo na internet fixa, algumas defendendo a redução de velocidade ao atingir a franquia, outras defendendo a interrupção do sinal.

O problema é pior porque as franquias de consumo não foram calculadas de forma a atender as necessidades dos usuários, e são extremamente baixas, onde um uso moderado de Netflix, Youtube e Spotify pode acabar com a franquia em menos de uma semana.

Pessoas que moram sozinhas talvez até consigam equilibrar seu consumo ao mesmo tempo que contratam um pouco mais de franquia. Mas e familias de 4 ou 5 pessoas? Terão que revezar entre eles quem pode assistir netflix?

E os cursos à distância? Diversas universidades tem investido em video-aulas para seus EaD, como ficam seus alunos que agora podem ter que ter um custo a mais para conseguir assistir suas aulas?

A imposição de franquias de consumo é um retrocesso total na internet, e você não deve aceitar isso.

Das grandes operadoras apenas a Tim Live assumiu o compromisso de não aderir à política de franquia de dados. Se sua operadora adotar esta política, procure saber se há alternativas na sua regiào e mude de serviço, só assim as operadoras vão entender que a internet não deve ser limitada.